Mídia Exterior pode se beneficiar da briga entre TV e Internet - Buena Vista - Inteligência de Negócios

Mídia Exterior pode se beneficiar da briga entre TV e Internet

Na atual discussão entre o investimento publicitário em TV aberta X o investimento em Internet, entra em pauta a perda de audiência da TV aberta, assim como de sua eficiência perante a internet, que oferece métrica para tudo e vê seus investimentos publicitários aumentando cada dia.

O que percebemos hoje é a justificativa de que as pessoas estão vendo menos TV aberta e que, para piorar, quando veem, não estão prestando tanta atenção assim, pois dividem esse mesmo momento com as redes sociais na internet, acessadas através de seus smartphones, sempre em mãos.

Essa briga é boa e ainda vai dar muito o que falar. É certo que o mercado do marketing e da publicidade está de olho nas tendências e em cada sutil mudança que acontece com o consumo de mídia, quase que diariamente.

Mídia Exterior, a bola da vez?

Vamos esquecer por um momento a briga TV X Internet e lembrar que as pessoas continuam circulando pela cidade e, cada vez com maior frequência.

As diversas atividades que são feitas no dia de uma pessoa, acontecem, na maioria das vezes, em locais diferentes. Isso significa ir de um lugar para outro, movendo-se pelas ruas da cidade.

De casa para o trabalho, para o almoço, para o médico, levar e buscar o filho no colégio, ir para a faculdade, para o shopping, para o restaurante, etc. Esse fluxo é cada vez maior e ainda conta com o fato de que as cidades não param de crescer, assim como a frota de automóveis.

Quem pode se beneficiar com isso é a mídia exterior.

No Brasil, a ABOOH – Associação Brasileira de Out of Home, entidade privada que organiza o setor, vem computando crescimento e investe cada vez mais em pesquisas e formas de aferir sua audiência e eficiência. Na capital paulista, 88% da população economicamente ativa está exposta à mídia exterior.

Em janeiro deste ano, o IVC – Instituto verificador de Circulação, concluiu o primeiro trabalho de auditoria de mídia exterior para a Clear Channel, na capital fluminense, com mais de 10 mil pontos auditorados e 40 mil faces ou telas. O instituto de pesquisas IPSOS, entrou no jogo e já começa a levantar números que serão expostos em breve para o mercado.

Melhores recursos de iluminação e inovações digitais entram como forma de atualizar e expandir possibilidades de exposição. Vale lembrar que, mesmo um pouco distante de nossa realidade, as novidades nos mercados mais avançados não param e, é certo afirmar, acabarão chegando por aqui.

A Coca-Cola estreou em agosto, na Times Square (NY), o 1º painel robótico construído em 3D, enquanto Londres está estreando a New Picadilly Circus, que além de tecnologia de ponta (tela LED com 11 milhões de pixels), consegue, através de câmeras instaladas e ligadas a softwares de reconhecimento, perceber o fluxo de carros e pedestres passantes, para alterar seu conteúdo de anúncio, levando em consideração o perfil demográfico e até emocional de uma pessoa, entregando algo relevante para esta e, claro, com maior eficiência.

Para quem quiser saber mais, http://www.abooh.com.br/

Tags: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *